Resenhas / 15 de outubro de 2015

Sobre Sense8

Foi tão difícil entender meus sentimentos sobre Sense8 que só estou conseguindo escrever agora, meses depois. A série tem altos e baixos e admito que demorou pelo menos uns quatro episódios pra eu começar a me interessar de verdade. Insisti porque a internet não parava de falar sobre Sense8 e eu confio no gosto da internet pra séries (apesar de muitas vezes ter preguiça tipo com The Walking Dead, Game of Thrones e How I Met Your Mother).

Pois. Comecei a assistir já sabendo mais ou menos do que se tratava. Não sei se isso foi bom ou ruim porque fiquei esperando maiores explicações já no primeiro episódio e elas simplesmente não vinham. E continuaram não vindo por mais uns dois. Tipo VAMO LÁ ENTÃO GLR?

A história demora muito pra começar a se desenrolar. Eu até entendo que é pra gente conhecer um pouco de cada personagem mas até o terceiro episódio você não consegue nem entender o que deveria tentar entender, sabe? Quando as coisas começam a acontecer com cada um, todos reagem meio parecido e além de repetitivo, os personagens são lerdos pra entender o que tá acontecendo com eles (especialmente o Lito que só faltava eu entrar lá e explicar tudo pra ele).

Lá pro quarto ou quinto episódio, as coisas finalmente ficam mais intensas e eu entrei naquela vibe netflixiana de “só vou assistir mais um episódio e depois paro”. A história é uma grande viagem que, mesmo depois de terminar a primeira temporada, não sei se entendi direito. Pra mim são Capheus e Sun que fazem Sense8 valer a pena.

Na verdade, todos os personagens têm seus momentos. Principalmente mais pro final, quando eles começam a ajudar uns aos outros. É muito empolgante vê-los cada vez mais auto-confiantes, fazendo o que precisa ser feito. Lógico que toda essa interação se fortalece depois de um momento bem… NACSP (Não Assista Com Seus Pais) – que, particularmente, acho que dava pra gente ter dormido sem. Mas Netflix chegou nas nossas vidas pra quebrar barreiras então a gente assiste. Longe dos pais.

Sobre os personagens:

Riley Blue

riley blue

Responsável por muitas das minhas músicas favoritas dos últimos meses, Riley é DJ e, pensando bem, foi a primeira personagem que me chamou atenção pra série. Logo no primeiro episódio, ela aparece tocando World Falls Apart numa balada. Foi Shazam à primeira vista. Ela tem um passado meio macabro e só no final da primeira temporada a gente começa a entender o que aconteceu. Destaque especial pro pai dela que é um fofo (aquela cena dele a recebendo no aeroporto ❤️). Adoro quando ele aparece mas sempre fico ansiosa porque parece tudo muito bom pra ser verdade. Acho que ela é a personagem mais reflexiva da série. Não se destaca muito pelas “habilidades”, o que vocês acham?

Nomi Marks

nomi marks

Nomi é transexual e lésbica mas garanto que, se você tiver paciência, a história dela se desenvolve e fica bem mais interessante que isso lá pro meio da série. Nos primeiros episódios o foco que dão pra Nomi é muito agressivo nessa coisa de ser transexual (vários momentos NACSP’s e vários outros de querer puxar o cabelo daquela mãe insuportável). Fica meio tedioso e eu já tava perdendo as esperanças de gostar dela quando de repente ela reencontra um amigo de outros tempos e começa a mostrar sua personalidade. O relacionamento dela com a bonita dos dread sai da monotonia e elas começam a ter diálogos bem mais interessantes. Nessa hora até começam a fazer piada com o fato da Nomi ter sido homem e tal, ganhou grandes chances de virar favorita.

Wolfgang Bogdanow

wolfgang

Esse aí eu não sei, viu. Não é o personagem mais carismático de todos então fica difícil fazer grandes elogios. Wolfgang teve uma infância tensa na Alemanha e cresceu pra gostar de ficar pelado, risos. Ele até tem uns momentos emocionantes daqueles só falta aparecer o Tom Cruise descendo do teto e tal, mas não me cativou apesar de seus dotes.

Kala Dandekar

kala dandekar

Kala é uma cientista indiana que não tá querendo casar porque não ama o cara mas em vez de falar isso pra ele, prefere ficar orando e ver se a coragem cai do céu. Tipo MIGA. Como personagem, ela tá sempre meio moscando e até o final da primeira temporada só serviu pra fazer uma bombinha muito da esquisita.

Lito Rodriguez

lito rodriguez

O Lito é engraçado. No começo você não faz idéia do que se trata aquela figura, mas aos poucos vai entendendo. Ele é ator, super galã de novela mexicana, gay e o mais lerdo de todos pra entender o esquema sensate. É um personagem de emoções bem intensas e caricatas, super dramático. Pesquisando sobre o elenco da série, descobri que o ator que faz Hernando (namorado do Lito) é o mesmo que fazia o par romântico da Mia em Rebelde. Não me orgulho de ter reconhecido o sr. Alfonso Herrera por esse personagem, mas é a vida. Ainda enquanto o tópico é Lito, acho a Daniela Velasquez chatíssima e gostaria que ela saísse daquela casa porque fico constrangida por ela.

Will Gorski

will

Assim como Wolfgang, é um personagem de personalidade meio morna. Will é policial e presenciou um assassinato quando era criança. É um dos mais espertinhos no rolê sensate e, por ter contato com um pessoal sensate senior, tem também mais informações sobre o que realmente tá acontecendo com o grupo e participa de momentos decisivos ao longo da série. Não sei como me sinto sobre ele ainda.

E agora meus dois favoritos:

Capheus “Van Damme”

capheus van damme

Não tem como não gostar do Van Damme. Ele é humilde, dirige um ônibus tosco como se fosse o melhor emprego do universo e vive numa inocência revigorante. Faz de tudo pra cuidar da mãe, que tem AIDS, e aceita super bem o fato de de repente estar na Coréia. Virou meu favorito logo no começo.

Sun Bak

sun bak

No começo eu não fui com a cara dela porque não entendi qual era o apelo. As cenas dela lutando e depois trabalhando num escritório não faziam muito sentido, principalmente porque a Sun não é muito de falar. Mas a história dela é a que eu mais respeito e entendo. A luta interna entre fazer o que é certo e fazer o que é esperado de você é uma que eu conheço bem. Lógico que nunca precisei ir pra prisão (aliás, esse momento dela é um dos melhores da série toda), mas me identifico muito com a Sun e adoro o fato dela saber lutar tão bem.


Gostei bastante da primeira temporada de Sense8 e acho que vale a pena assistir pelos bugs que você vai ter na cabeça tentando entender que diabos. Como disse antes, acho que o aspecto mais legal da série são os personagens. Todo mundo provavelmente se identifica mais com um ou outro e é muito interessante ver personalidades tão diferentes se complementando. A segunda temporada já foi confirmada então se você não começou a assistir ainda, dá tempo!

E se você já assiste, me conta nos comentários de qual personagem você gosta mais e o motivo! Tô curiosa!


Tags:  Séries



Cintia Freitas
Sou formada em Tradução e em Marketing, gosto muito de escrever e odeio queijo. Todas as informações são igualmente importantes.




Posts Relacionados




31 Comentários

Oct 15, 2015

Van Damme conquista qualquer um né?! Todos os amigos que comentei sobre a série tinha-o como favorito, acredito que rola uma (mesmo que pequena) identificação com o jeito brasileiro (no melhor sentido da expressão). Ele é sonhador, batalha pelo q quer e mesmo com as dificuldades consegue manter-se alegre e divertido. O que acha?


    Oct 15, 2015

    Não tinha pensado nessa conexão do Van Damme com o “jeito brasileiro”… é uma perspectiva interessante!


Oct 15, 2015

Olá, Cíntia!
Difícil escolher um favorito, gosto de todos. Mas acho que fico com Riley e Sun. Riley me cativa pela doçura e tristeza que carrega. Sun, favorita de todo mundo, pela nobreza e seriedade, além de que é ótimo vê-la em ação. Também acho que Kala deveria ser mais determinada, o conflito dela é o mais fácil de se resolver. E acho excessivas as cenas NACSP… Mas gostei bastante da temporada.
Beijo,
Tarsila


Oct 15, 2015

Eu achei essa temporada bem legal, até mesmo o fato deles demorarem para explicar o que estava acontecendo, criou um certo suspense, meio sem uma ideia base, mas ainda sim é suspense.
Meus personagens preferidos são os mesmos que os seus, acho que a interação entre Sun e Capheus é uma cutucada em certos preconceitos que existem na sociedade coreana em relação a cor da pele, achei muito legal ver que eles tem uma conexão mais forte do que eles e os outros, se bem que a Sun acaba tem um momento bem legal com a Riley, aquela cena que começa a tocar “What’s Up?”, essa música virou tema para momentos de reflexão haha


Oct 15, 2015

Eu gosto bastante do Will e do Van Damme.***************SPOILER PRA QUEM NÃO VIU AINDA***************£ Quando o Will entra na casa do parente dele lá e mata todo mundo e conta que ele quem matou o pai dele, eu simplesmente fiquei de boca aperta, e eu gosto desse tipo de coisa em séries e filmes, ficar surpreso, agora eu sei que ele pode me surpreender de novo na segunda temporada. E Van Damme…. Ah Van Damme, esse cara é um exemplo a ser seguido, passou por casa situação mas tentou sair delas da maneira mais “politicamente correta” possível, claro que ele matou alguns ali, mas era ele ou os “nego loco” que no momento eu esqueci o nome da gang deles. Enfim, de forma geral eu gostei bastante da pira que é sense8 e esperando a 2′ temporada! Bjs Cintia, ótimo post!


    Oct 15, 2015

    Esse personagem aí do spoiler foi o Wolfgang, não? Will é o policial!


Oct 15, 2015

Bem, achei uma resenha bem sincera da sua parte, e concordo bastante com o que falou. Acho que não faltou nada no texto. Realmente o Netflix tá aí para quebrar barreiras, e Sense8, mesmo com todos esses estereótipos protagonizando a história, consegue prender quem está assistindo por não focar em um assunto só.

Achei muito legal quando os personagens começaram a se relacionar… e eu gostaria bastante que esse tipo de coisa realmente ocorresse na vida real, hahaha. É viajado, mas sim, seria legal. A menos que os sensates fossem malas.


Oct 15, 2015

Olá Cintia! muito obrigada por esse post, sério! Comecei a acompanhar Sense 8 e fiquei “empacada” no começo não entendi absolutamente nada! Minha primeira reação foi : Meu Deus… o que que é issooo!!! tanto é que acabei não vendo mais :( estava acompanhando Friends <3 amo! Tá, mas agora vou ler novamente o post (sou meio afobada ) e voltar acompanhar a série! do pouco que vi, a personagem que logo de cara me chamou mais a atenção foi a Riley, ela já inicia no primeiro episódio com umas cenas "estranhas" e foi aí que minha cabeça bagunçou de vez!! Voltemos a SENSE 8!!


    Oct 15, 2015

    Depois me conta se você se convenceu depois de um pouco de insistência (assim como eu) ou se desistiu de vez!


Oct 15, 2015

eu amooooo sense8, heuehue o van damme é o melhor com crteza, mass ao contrário de vc cinthia eu adorei o wolfgang tbm kkk
enfim sense8 muito bom. NACSP ñ assista com os pais.


Oct 15, 2015

Comecei a assistir a série porque tava meio sem saber o que assitir. Gostei do jeito que eles apresentaram os personagens, apesar de muita gente achar que foi muito enrolado. O “vilão” foi apresentado de forma rapida e ainda nao entendi muito bem os motivos dele (ele não é um sense8 tbm?). Enfim, os meus favoritos foram a Sun, o Capheus, a Riley e a Nomi. Achei aquela cena NACSP muito desnecessária.


    Oct 15, 2015

    Concordo com vc sobre o vilão! Esqueci de falar sobre isso no post mas também não entendi direito as motivações dele.


Oct 15, 2015

Adorei sua ideia sobre Sense8. Confesso que também fiquei muito confuso nos primeiros episódios, e considerando que cada episódio tem quase uma hora de duração isso não deveria acontecer. Mas enfim. Meus personagens favoritos são a Sun e a Riley. Eu jamais faria o que a Sun fez e quero só ver como ela vai tratar do irmão agora! A Riley mostrou uma história surpreendente no final da temporada e me emocionou bastante (amei a atriz ). E gosto muito também do Wolfgang… Mas é só porque ele é o mais bonito (kkkkkkk)…
E Cintia… Te confesso que não sou muito fã de acompanhar blog. Mas acho que você está mudando isso. Obrigado! Bjaoo ;)


Oct 15, 2015

A série só começou a me “prender” no final do episódio 3. Ela é legal, interessante e eu adoro quando mais de dois interagem. Capheus me encanta e sempre que ele ou alguém se mete em confusão começo a gritar CHAMA A SUN CHAMA A SUN QUE ELA RESOLVE. São meus preferidos tbm. Difícil é só ter q esperar meses pela segunda temporada.


Oct 15, 2015

O meu favorito eh logico… Eh a nomi (o meu nomi eh nomi) kkk Bom.. Alem dela ser foda, ela explodiu a minha cabeça mostrando que existe uma enorme diferença entre condição de genero e condição sexual!!! Alem dela ser uma hacker fodah… Vontade de dar uma voadora naquela “mãe” fdp!! Personagem fodah, historia fodah.. Espero q desenvolvam mais ainda na 2° temporada! Ahhh e bjo Cintia <3


Oct 15, 2015

Eu tenho 3 personagens favoritos, a Riley, o Wolfgang e a Sun.
Eu acho que a Riley é a sensate que liga todo o grupo, como a Angélica é para o grupo antigo, teve várias partes que me fez ter ela como favorita como as partes que ela consegue reunir todos.
A Sun é super habilidosa e inteligente, o drama dela com o pai e o irmão relata bastante os costumes antigos do filho ser o favorito e a filha nem tanto só por ser o que é, mulher.
O Wolfgang tem toda aquela coisa de filme de ação, muito tiro e cenas fortes, e a história dele é muito boa.


Oct 15, 2015

Cara, me senti exatamente igual a você em relação a essa série. No momento que assisti eu não tinha ninguém pra comentar sobre então fui entendendo aos poucos e sozinha, haha, mas depois tive que convencer uns amigos a assistirem também.
Gostei da sua escolha de favoritos, mas meu favorito é o Will e o mais gato é o Wolf ♥


Oct 17, 2015

Eu comecei a assistir depois que vc recomendou no vídeo “Favoritos de Agosto” e também gostei muito da série. Os personagens que mais gostei foram a Riley, a Sun e também o Will, o personagem da Riley é o mais profundo (na minha opinião) e ela tem habilidade sim! sua habilidade é o sentimento mais intenso do que todos, uma coisa muito difícil de ser compreendida pela maioria das pessoas hoje em dia! Agora é aguardar a segunda temporada né! Ansioso por isso!
Cintia adoro seu canal e seu blog, você é demais!


Oct 18, 2015

Minha personagem favorita é a Riley, porque ela, mesmo tendo sido a donzela em perigo no Season Finale, é uma mulher foda. A questão do passado macabro, o fato de ela ser um DJ e o cabelo dela… isso sem falar naquele sotaque ❤️


Oct 18, 2015

Essa japonesa não é do Lost? E os nomes das personagens são iguais!
Gosto da maneira como você faz suas críticas, Cintia. Acho que, como tudo, internet deve ter muitos pontos positivos e negativos pra quem trabalha com isso, mas não desanima. Seu blog é lindo, textos muito bons e seus vídeos sempre acrescentam algo.


Oct 25, 2015

Olha, eu descobri Sense8 por acaso, quando abri a netflix e vi que a série tinha acabado de estrear. A internet não falava sobre essa série (pelo menos eu não vi nada sobre, quando comecei a ver), também quase não deu pra ver nada sobre a serie… Me juguem, eu estava de ferias e assisti todos os episódios em quatro dias. E ainda, eu não gosto de pesquisar sobre uma série quando ela lança no netflix, porque quero sentir por mim mesma o que a serie vai me passar. É como comprar uma casa nova sem nunca ter entrado nela. Emfim, acho que deu pra entender. E foi perfeito para Sense8, eu me senti como um dos personagens, eu não fazia ideia do que estava acontecendo. Parecia totalmente sem sentido, ninguém explicava o que estava acontecendo, mas acho que foi exatamente assim que os diretores queriam que as pessoas se sentissem (posso está errada). Eu gostei muito da maneira como eles foram falando sobre os sense8s e quando eu acabei de ver a série fiquei tipo: Agora eu sei melhor o que está acontecendo, mas eu não sei… eu quero que me expliquem melhor. Acho que assistir sem saber nada sobre a série é que é uma boa jogada, tanto é que mesmo quando terminei não sabia explicar exatamente sobre o que se tratava a série. Sempre recomendava e falava: “Cara nem sei bem como falar sobre essa série, apenas assista.” Só minha opinião. Ahh… Gosto muito do seu site, Cintia. Beijão!


Nov 23, 2015

Confesso que tive a mesma sensação quando via as cenas da Riley com seu pai. Sempre achava que algo aconteceria com ele.


Dec 10, 2015

Meus personagens favoritos são Sun e Riley. Riley foi a primeira que realmente me chamou atenção, todos aqueles conflitos internos e o modo como ela utiliza a música para transcender de sua realidade, embora não tenha tido grandes feitos e destaques para suas “habilidades” ao longo dessa temporada, para mim ela é uma das personagens mais intrigantes. Não só por ter sobrevivido a todas as inconveniências atormentadoras que lhe ocorreram durante a vida, mas por, ainda que inconscientemente, lutar contra tudo aquilo que se pronuncia como um “Pare! Não há mais perspectiva para você,” e continuar vivendo dignamente por maiores que fossem seus pesares.

Sun já é mais introvertida, portanto demorei um pouco mais para entende-la e principalmente, me identificar com ela. Mas em minha humilde opinião, ela é a personagem mais arrebatadora da série, não tem como não gostar! Ela lida com decisões difíceis entre fazer o que é certo ou o mais conveniente e independente das situações em que vai sendo colocada, ela lida com cada um da maneira mais forte, digna e cativante possível. Creio que ela seja a personagem que mais ajuda os outros ao longo da temporada e faz isso categoricamente.


    Dec 10, 2015

    Vc tem razão sobre a Riley! Acho que é uma personagem um pouco mais complexa que os outros e me parece que eles estavam meio que preparando o terreno nessa primeira temporada pra o que vai acontecer mais pra frente com ela, sabe?


Dec 23, 2015

Bom, antes de mais nada quero dizer que comecei a assistir por sua causa, Cintia! Vi um post no Facebook sobre este post daqui do blog e falei “Poxa! Eu tenho que ver.”, então comecei a assistir. Apesar de estar ainda no 4° Episódio já sinto aquela maravilhosa sensação de que não irei me arrepender (Foi assim com AHS). Ao correr destes 4 eps. já tenho favoritos também, e eles são a Nomi, a Sun e o Capheus. Sério, eu tô AMANDO estes três. A Nomi foi a primeira que mais gostei pelo fato de assumir a sua transsexualidade e encará-la diante da mejera dos cabelos platinados que e a sua mãe. E ah, uma mentirinha, a primeira que amei e super me identifiquei foi a Riley, sem dúvidas! OO fato dela viver pela música é sem dúvidas alguma idêntico a mim (apesar dela já ter viajado demais e ter ficado locona), mas que ao decorrer dos próximos episódios não me satisfez tanto assim.. Fazendo com que a Nomi tomasse o seu lugarm mas também o principal motivo de eu gostar da Nomi é aquela bonita dos dreads que MEEEU DEEEUS! Além de ser muito bonita é atenciosa e fofa! A Sun não é difícil de dizer, apesar de ser uma das mudas da série, já no 3°/4° ep. mostrou que ninguém se mete com ela quando ela subiu naquele ringue e derrotou aquele asiático e mais uma cambada de marginais AO MESMO TEMPO! O Capheus pelo jeitinho dele que awwwwn.. ♥


    Dec 23, 2015

    Bom saber que você tá gostando!! Adoro conversar sobre filmes e séries!


      Dec 26, 2015

      Eu também! E o melhor é que faltam pouquíssimos dias para iniciar as gravações da 2° Temporada! UHUL! Bem que você poderia fazer uma “resenha” sobre Sense8 num vídeo, apesar de ser ruim por causa dos spoilers para muitos que ainda não viram seria bem legal até..


Jan 05, 2016

Achei esse post no outro post de retrospectiva e por acaso assisti a temporada inteira durante uma semana, haha, achei bem lenta mas mesmo assim nao parei de assistir. Acho que realmente cada personagem tem sua característica específica e eu gosto de todos. Lito me faz rir demais por ser bobão e lento demais, Sun é foda, Capheus um amor, a Riley apesar de não ter nada aparentemente agregue no grupo, gosto bastante dela, o Will movimentou bastante a série indo atrás de informações junto com a Nomi, Wolfgang mostra um outro mundo totalmente diferente dos outros e a Kala ainda não se destacou ainda, parece que ela nem parou pra pensar no que ta acontecendo.


May 07, 2016

Vc já viu The Walking Dead?


Jul 04, 2016

Vi essa série assim que lançou e pqp achei ela maravilhosa, estou revendo a série agora e continuo com o mesmo pensamento. Concordo que os primeiros episodios são meio chatinhos, mas o meio e o final compensa essa chatice, personagens preferidos são o Lito e a Sun, Lito porque acho a relação dele com a Daniela e o Hernando muito engraçada, tipo o “alívio cômico” da série, e a Sun nem precisa explicar, não é? A Sun é simplesmente foda e não só pelo fato de ela lutar tão bem, mas porque ela é uma ótima pessoal, a relação dela com a mãe e ela não querendo quebrar a promessa e indo para a cadeia por isso foi ótimo, concordo com você Cintia ela na cadeia é onde estão as melhores cenas da Sun.!!!! Achei a direção ótima, conseguiram ligar a vida de cada um dos 8 sensates muito bem, cenas de ação e luta muito foda, “TUDO” MTO FODA



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *