Diário / 20 de outubro de 2008

Carteira de Habilitação – parte 3

Reprovada. E vocês não vão acreditar no que eu fiz de errado.

Nas quatro primeiras aulas eu fiz tudo certo. Era como se soubesse de tudo aquilo desde sempre. Errei discretamente algumas vezes depois mas nada grave. Até que na última aula eu encostei na simpática vareta hepática da baliza. “- Pô bebê, deixou pra errar justo na última aula?”, disse o instrutor.

As aulas terminaram numa quarta-feira mas eu marquei uma extra na segunda, dia anterior ao do teste. Fui com o meu pai e não errei nada. Ufa. “- Que beleza hein, bebê!”. 

Dia do teste. Fila gigante, pessoas desesperadas, sol forte logo de manhã. Chegou a minha vez. Entrei no carro, colei o banco no volante como só eu sei fazer, arrumei os retrovisores, coloquei o cinto de segurança. Fácil. Entrou uma mulher, acomodou-se. Dei a partida, seta, seta de novo e parei na subida. Ponto morto, freio de mão. Seta, ‘ponto-que-treme’, acelerada leve, freio de mão – parte mais difícil já foi. Direita, direita de novo.

Foi aí. Farol amarelo. Lembrei do instrutor: “- Bebê, mesmo que o farol esteja amarelo, pára.” Já estava me preparando para o ‘embreagem-freio’ quando a perversa do meu lado me mandou, decidida ao concretizar seu premeditado plano maléfico, parar atrás do carro cinza (que se localizava logo depois do farol). “- Se ela mandou parar lá, depois do farol, é porque dá para passar”, pensou a anta que vos escreve. No momento em que os pneus dianteiros passaram pela faixa de pedestres, o farol ficou vermelho. A mulher freou o carro num tranco e pronunciou cada sílaba: “- Você está reprovada.”

Passei no farol vermelho, dá para acreditar? Tanta coisa para errar, tanta gente falando desde que eu me conheço por gente que a luz amarela significa “atenção” e a vermelha, “pare”. Cento e vinte e quatro reais, agora. Isso porque eu não vou comprar a carta, me recuso. Detalhe: só vou poder fazer o teste de novo daqui a vinte e um dias. Deveras inacreditável.

(Esse post foi publicado originalmente em 20 de outubro de 2008. Leia a parte 1 e a parte 2!)


Tags:  Carteira de Habilitação



Cintia Freitas
Sou formada em Tradução e em Marketing, gosto muito de escrever e odeio queijo. Todas as informações são igualmente importantes.




Posts Relacionados




7 Comentários

Jun 13, 2015

Cintia tá dirigindo agora? Kkk ô a póbi, tadinha


Jun 18, 2015

Cintia não é por nada não,
mas essa parte foi a mais engraçada.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Amo você e os seus vídeos


Nov 08, 2015

kkkkkkkkkkkkkkkkkk


Jan 28, 2016

Mas afinal de contas…você passou?! Foi aprovada depois disso? Por que você nas faz um vídeo falando disso?!

Beijos!


Apr 05, 2016

Cintia poste a última parte por favor rs!
To nessa situação chata de reprovação e desesperada com os valores absurdos. :(


May 17, 2016

hahahahahahaha Cintia, você é demais! Oh, céus!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *