Comportamento / 24 de março de 2015

Dançando na Rua

Só cheguei da rua agora. Tô com tanta coisa simultânea pra fazer que não sei nem como estou conseguindo manter sentido no conceito dia-noite. Hoje até falei aquela abominável frase “o dia precisa ter mais horas”. Me senti uma pessoa quase ~adulta, sabe. Tá louco.

Vim escrever porque no meio da correria toda, vi um cara com fone de ouvido dançando e cantando, na rua.

À distância, era uma pessoa… excêntrica. Tá, talvez bêbada. Fui me aproximando e ele tava só dançando e cantando junto com a música, mesmo. Na hora que entendi o que estava acontecendo, pensei imediatamente que devia ter mais gente fazendo isso na vida.

Quem gosta de música sabe como é legal descobrir uma nova favorita. Eu até acordo mais disposta quando sei que vou poder levantar e colocar aquela música nova (que muitas vezes é velha, inclusive – só nova pra mim) alta pra ouvir. Ando com mais leveza, lavo louça menos emburrada, trabalho mais criativamente. É muito bom.

E dá vontade de dançar e cantar na rua.

São tão poucas as pessoas que fazem o que dá vontade, nesses casos. Sempre falam que precisamos parar de nos preocupar tanto com o que os outros pensam, mas parece que a gente não pára nem pra entender o que isso significa. Essa “vergonha” que temos dos outros é tão… nada a ver. E daí se eu estivesse aqui agora pensando que aquele cara era/estava doido? Não faria diferença nenhuma pra ele que tava lá só curtindo a música, aproveitando aquela sensação de manoquerosairdançandoAGORA, dá pra entender?

Eu tenho meus momentos de desapego social, às vezes faço o que dá vontade. Não lembro se já dancei como ele, mas uma coisa que eu sei é nunca me arrependi. Acho que a gente precisa dançar mais na rua, e vocês?


Tags:  Música



Cintia Freitas
Sou formada em Tradução e em Marketing, gosto muito de escrever e odeio queijo. Todas as informações são igualmente importantes.




Posts Relacionados




34 Comentários

Mar 25, 2015

Então. ahuahau eu faço isso no meu carro! Normalmente coloco um rock n roll bem alto e fico cantando! hauahu E as vezes até batendo cabeça! hauahauha E to cagando e andando se alguém ta achando ruim! Estou no meu momento de “sou doido, e dai?” ahuaha Mas é bem isso mesmo! hauahu


Mar 25, 2015

Adorei! Acho que nunca cheguei a dançar na rua, mas cantar alto, com certeza! E é uma sensação maravilhosa rs! Fiquei muito feliz que voltou com o blog, seus textos e vídeos são ótimos! Beijo


Mar 25, 2015

Nossa Cíntia, lendo o post pensei: “e não é que isso está acontecendo comigo?!” Lonooonga história.. e bota longa nisso. Mas voltando ao foco, sempre, talvez pela tal longa história, me detive naquilo que “os outros vão pensar” ah! chega disso não é?! Hoje busco fazer o que me deixa feliz e se quizerem falar, falem. Dançar é vida é muito bom e dá vontade sim de sair cantarolando e dançando na rua! Sim é sério!


Mar 25, 2015

Opa, bóra #dançarnarua então Cintia, só marcar, estilo flesh mob, é nóis! *flash


Mar 25, 2015

sempre acontece de eu estar ouvindo uma musica super animada/dançante (tipo beyonce) e ter que ficar me segurando pra não dançar. É tao ruim a sensação pq meu corpo quer sIr dançando loucamente mas é preciso “manter o controle”


Mar 25, 2015

Sempre ando nas ruas com o fone de ouvido em altíssimo volume; o pior é que dublo as cantoras e qnd me vejo estou cantando e sempre alguém olha… disfarço no momento ; mas 5 minutos depois estou lá novamente no meu mundo ouvindo o que gosto e fazendo o que me dá prazer. Portanto concordo com o que você escreveu, mas isso não é novidade Rsrs amo ler seus textos e espero um dia que haja um livro seu. Bjs


Mar 25, 2015

é verdade cintia eu tambem adoro escutar musica lavando louça arrumando a casa é muito bom pois vai curtindo a musica e o serviço fica menos cansativo.


Mar 25, 2015

Eu danço direto esperando metrô, não estou nem ai, coloco meus fones e sou feliz… Eu sou da opinião de que cada momento é único e tem de ser vivido intensamente pois não voltará mais!


Mar 25, 2015

Cadê o botão de curtir? rs Post show Cintia!!! As vezes levamos mais em consideração o que os outros acham da gente e do que fazemos, do que nossa própria opinião… Chega a ser triste.


Mar 25, 2015

Gostei da parte em que devemos sentir menos vergonha e fazer o que dá na telha mesmo u_u


Mar 25, 2015

Por mais “pessoas loucas” no mundo, então! haha
Cíntia, isso me fez lembrar de quando estava no aeroporto.: tinha uma gringa dançando loucamente no meio da sala de embarque. Todo mundo olhava estranho, mas para ela parecia que não tinha ninguém em volta. Foi bem engraçado, e no final tinha até gente colocando uam musiquinha pra ela mudar o ritmo da dança. hahaha


Mar 25, 2015

Costumo fazer muito isso hahaha. Mas as pessoinhas que andam comigo acham que eu não deveria fazer, acredita? Por que toooodo mundo esta olhando. Ai eu digo a elas: ” aaaaah meu bem, só não andar mais comigo!”
Be happy \o/


Mar 25, 2015

O Mundo seria um lugar mais interessante se todos pensassem assim :)
Ja dançei na Rua tambem e nem liguei pros outros.


Mar 25, 2015

Ui! Começou bem pela foto do Michael no início! Adoooro :)
Nossa, mas concordo plenamente com tudo o que disse!
As vezes estou no metrô ouvindo meu som e começo a dublar a música loucamente com a maior emoção, como se estivesse cantando mesmo, aí as pessoas ficam me encarando… Mas eu nem ligo, minha música nova-velha é mais importante!!!


Mar 25, 2015

realmente é legal não pensar tanto em problemas e poder se descontrair com sua musica favorita.
já dancei varias vezes sem querer querendo na rua. é legal. alguns podem achar que vc estar doido/bêbado,
deixa pra lá. o que importa é poder ser feliz como é.
passo o dia inteiro no trabalho ouvindo musica. a maioria das vezes já acordo cantando alguma coisa, para descontrair.
é muito bom!!


Mar 25, 2015

Eu curto tanto música que as vezes me pego balançando a cabeça, as mãos e até andando no ritmo do que estou ouvindo pela rua, talvez de uma forma mais tímida, mas eu danço muito na rua, em casa com as “vassora”, etc… kkkkk


Mar 25, 2015

É, concordo. Passamos muito tempo nos preocupando com o que os outros pensam e deixamos de aproveitar bons momentos. E tudo fica melhor quando tem uma música de fundo. ;)


Mar 25, 2015

Siiiiiiiiiimmmmm!!!! Uma vez um cara me repreendeu porque eu estava no terminal rodoviário com meu fone de ouvido e cantando (não estava cantando alto, tipo sem noção, mas dava pra ouvir se passasse por mim) dai tipo olhei pra ele, me virei e continuei cantando, talvez a melhor palavra seja cantarolando… Acho que tem que cantar e dançar mesmo! hoAHoUAHoUAoUAHOAUH =D


Mar 25, 2015

Verdade Cintia!!!
Sou do tipo que crio meu próprio mundinho quando escuto minhas músicas prediletas,é quase como um transe. rsssss
Isso quando não fico me imaginando dentro de um clipe.
kkkkkkkkkkkk
Quem nunca se pegou olhando para o horizonte enquanto passeava de carro cantando Alanis Morrissete ,que atire a primeira pedra… “hand my pocket ” que o diga!!!!
hahaha


Mar 26, 2015

Já vi muita gente dançando na rua e é muuuuuuito legal! que tal um “Encontrinho dançante??


Mar 27, 2015

Toda vez que vou no shopping, eu começo a cantar bem baixo e até sou capaz de dançar na frente de todos! Até faço isso na escola, bom, ás vezes!


Mar 28, 2015

Ahh eu tive essa fase de dançar sem me importar haha
Eu dançava em um Centro de Tradições Gauchas (no baile mesmo, não nas apresentações) e quando saía pra comprar sapato pra dançar, eu levava uma amiga e a gente dançava na loja pra ver se o sapato prestava haha
Agora to mais apegada na opinião alheia =~~


Mar 30, 2015

Verdade, poderíamos sair andando, cantando e dançando pela rua mais vezes ou alguma vez na vida, afinal, não precisamos dar ibope aos comentários que os outros vão nos dar.
Amei o texto, estou amando seu site, beijos!


Mar 31, 2015

Faço isso no carro. Quando paro no farol o pessoal do carro ao lado fica reparando, olhando pra você tipo “que cara louco”, aí bate aquela vergonha rs, mas ultimamente não tô dando muita importância pra o que pensam não.


Apr 03, 2015

Você tocou na minha especialidade… às vezes não sento no metrô – quando tá mais vaziozinho, né – porque a música é muito gostosa e eu quero ficar dançando. Esperando o ônibus também é um clássico. Sou muito a favor. E a cantar também, se joga!


Apr 04, 2015

Danço na rua sem a menor vergonha.


    Aug 14, 2015

    Eu também! Kkkk


Apr 09, 2015

Dançar até que eu não faço, mas eu canto alto, hahaha


Apr 23, 2015

Em casa faço muito isso, mas na rua tenho vergonha. Não devia ser assim né? Queria fazer as coisas sem me importar o que as pessoas vão pensar, enfim. Admiro quem faz isso! :D


Apr 29, 2015

Todo dia volto da escola cantando uma música aleatória… A vezes vejo umas pessoas me olhando torto, mas tento pensar em simplesmente estar mais feliz e curtir meu dia. hahaha

Bjo Grande, Cintia.
Admiro muito seu trabalho! <3


Aug 10, 2015

Hahaha Ja paguei muito mico por cantar alto, sem perceber, enquanto usava fone de ouvido


Aug 16, 2015

Ja aconteceu de eu ver uma menina tão empolgada com os bracinhos pra cima dançando, que minha vontade era de correr até ela e perguntar que música era aquela. Tinha que ser muito boa!! rs
Aah e tem esse clássico aqui: https://www.youtube.com/watch?v=VXFDmh1ADNc que tem zilhões de remixes (remixs!? O.O)
Só um comentário: O soquinho que ela dá no ar! rs


Aug 16, 2015

And she is back: https://www.youtube.com/watch?v=TIOUH8mgo88 kkkkkkkk


Feb 02, 2016

O blog me trás esse momento leveza sabe? Sempre que posso dou um pulinho aqui para ler, refletir e dar risadas, fico lendo e te imaginando falando kkkk! Um beijo, nos fale mais sobre lavar a louça menos emburrada ….

Bjus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *